Pomadas e cremes em idosos podem produzir graves alergias

Você examina com frequência a pele de seu parente idoso? Ela pode indicar inúmeras alterações, este exame ajuda a identificar precocemente situações desagradáveis. 

A pele pode indicar inúmeras alterações desde relacionadas a emocionais, problemas dermatológicos, bem como graves doenças orgânicas. 

A maior parte das pessoas se auto-medica indiscriminadamente, cremes e pomadas estão entre eles. Porém, a pele pode esconder ou mostrar muitas situações negativas com emprego sem indicação médica específica. A pele é onde encontramos os sinais mais marcante que o tempo passou, evidenciado por rugas, alteração da coloração, manchas, espessura e especialmente pela sua fragilidade. E é um local frequente do surgimento de alergias em idosos.  Leia mais para entender sintomas e atitudes a tomar:

As alergias dermatológicas podem começar como uma leve coceira, evoluir para sangramentos ou até infecção.

As evidências de alergias também podem vir acompanhadas na forma de urticárias, que são caracterizadas por placas avermelhadas salientes, de tamanho variado, com coceira intensa. São responsáveis por 1/3 das causas de consultas em clínicas ou ambulatórios quando voltados para atendimento de doenças cutâneas alérgicas em pessoas com mais de 60 anos. 

De todas as alergias da pele os eczemas de contato são os mais desconfortáveis, pois podem ser produzidos sobre a pele por cremes ou pomadas, muitas vezes são de auto-medicação. e também em cosméticos, bijuterias, produtos de limpeza. Cremes ou pomadas podem agir como irritantes capazes de provocar dermatites de contato. No idoso, particularmente, é importante destacar o papel de medicações de uso local, cremes, pomadas, loções, provocando eczemas, já que a pele é mais frágil. 

É muito importante que familiares e cuidadores de seus idosos examinem as condições da sua pele regularmente, e particularmente, durante o banho.

A primeira conduta de familiares ou cuidadores é observarem o que pode estar ocasionando a alergia em sua pele. Frequentemente conseguem identificar o agente alérgico, mas se não identificarem, deve-se procurar um médico dermatologista o mais rápido possível.

Processos dermatológicos são desconfortáveis, evoluem rapidamente e tornam-se perigosos para a vida, ocasionando às vezes dificuldades para respirar. 

Além disso, a pele pode evidenciar reações referentes ao consumo de medicamentos, particularmente em idosos, devido ao número de remédios que eles tomam diariamente para controle de doenças. 

O cuidado e prevenção são o melhor caminho sempre. 

PS:  Alguns exames de imagem utilizam contrastes iodados, que podem ser a causa de graves processos alérgicos – esteja alerta! 

Aprenda mais sobre processos alérgicos em idosos neste vídeo: 

People vector created by pch.vector – www.freepik.com

Compartilhar: