Muitos idosos passam a morar sozinhos à medida que os filhos crescem e saem de casa. Quando um cônjuge falece, agora dois que podiam se ajudar, reduz para apenas um, e muitas vezes piorando a situação, seja pelo processo de envelhecimento com cataratas, surdez, artroses, perda de movimentos e quadros demenciais, e também não desejam passar a morar junto com algum dos filhos.  

Juntei teoria e prática (já que cuido de minha mãe, octagenária) e vou compartilhar com você alguns mecanismos para evitar problemas no uso de medicamentos, já que você, sendo responsável por um parente idoso, precisa ajudá-lo no controle da administração de medicamentos e evitar que passe por situações algumas vezes irreversíveis. Veja as dicas a seguir:

1- Sempre vá a consulta médica com seu parente idoso. Converse com o profissional sobre a situação de saúde e os medicamentos que irão usar. Se tiver dúvida, pergunte tudo. E obtenha o número de celular do médico para dúvidas futuras. 

2- Faça uma lista completa e atualizada de todos os remédios que o idoso utiliza, mesmo os que não têm prescrição ou fitoterápicos. Não se esqueça de anotar doses, horários, nome do médico que prescreveu e indicação/tratamento. Pendure na parede, num quadro ou deixe em cima de uma mesa: é importante que esta lista fique de fácil e rápido acesso

3- Compre sempre remédios com o prazo de validade distante. Se venceu, por um dia, mesmo que só tenha utilizado apenas um comprimido da caixa, jogue tudo fora. Jamais doe a alguém. 

4- Tenha o hábito de ler sempre a bula, antes de começar a administração dos remédios. E guarde sempre cupom fiscal até terminar a caixa ou frasco. Caso ocorra alguma reação relacionada a algum componente do remédio, a empresa fabricante (e farmácia) podem ser responsabilizadas.  

5- Oriente o idoso a seguir os horários e quantidades de acordo com o indicado pelo médico. Nunca deve-se diminuir as doses, mudar horários ou interromper o tratamento sem informar ao médico. O médico é o responsável.  

6- Oriente o idoso a evitar o consumo de bebidas alcoólicas com remédios, mesmo que aparentemente não haja interação. 

Idosos passam a utilizar muitos medicamentos, mas seu mau uso traz riscos. Veja neste vídeos as orientações básicas no uso de remédios.

Background photo created by topntp26 – www.freepik.com

Compartilhar: