Frequentemente no cuidado de idosos, muitas situações podem ser desafiadoras para quem cuida, especialmente quando produzem dor e limitação de partes do corpo, como são as tendinites. No caso das que acometem a mão, o grau da inflamação poderá ser tão intenso que limitará a própria higiene e alimentação do idoso. 

Aqui entra o familiar ou cuidador: podemos prevenir o surgimento das tendinites desde a juventude. Entretanto quando já estamos na terceira idade, o objetivo inicial será diminuir e abolir a dor e evitar com que se instalem ainda mais limitações dos movimentos. 

Algumas dicas: 

1- Correção da postura é fator primordial. Normalmente os idosos passam muito tempo sentados em sofás, cadeiras não apropriadas, camas desconfortáveis e fazendo suas atividades, muitas vezes já com sintomas, o que contribui ainda mais para lesões dos tendões. 

2- Evitar a realização de movimentos repetidos e inadequados dos braços, coluna, quadril, joelhos, tornozelos se faz necessário.  Importante sempre fazer aquecimento prévio para míninas tarefas que utilizam articulações. 

3- O alongamento dos músculos com frequência propicia o seu fortalecimento e reduz possibilidade de lesões.  

4- Frequentemente será necessário o uso de talas de plástico na área afetada como imobilização, calor úmido, e outras modalidades de terapia física ajudam na melhoria da dor aguda. 

5- Caso a intensidade das dores e suas limitações progridam, o emprego de analgésicos poderá ser prescrito pelo médico, especialmente se o idoso fizer uso de medicamentos para outras doenças. Nunca se auto-medique 

Através destas informações práticas você pode ajudar seus pais e avós dentro de casa a terem uma recuperação mais tranquila. Lembrando que consultar um médico ou fisioterapeuta é importante para avaliar o grau da lesão e condutas específicas a serem tomadas. 

Woman photo created by karlyukav – www.freepik.com

Compartilhar: